5 artes marciais menos conhecidas que irão te surpreender

5 artes marciais menos conhecidas que irão te surpreender

Quando falamos em artes marciais, sempre nos vem à mente as mais tradicionais como judô, caratê, kung fu, muay thai, entre outras.

Mas existem outras artes interessantes, que são menos conhecidas, e que podem ajudar em novas práticas esportivas e até mesmo na defesa pessoal.

Por conta disso, vamos listar aqui as 5 artes marciais que são menos conhecidas, mas que são interessantes e vão surpreender a todos que derem uma chance a elas.

artes marciais menos conhecidas - bokator ou labokkatao

1 - Bokator

Vamos começar falando do Bokator, uma antiga arte marcial originada do Camboja, que foi prioritariamente desenvolvido com o propósito de ser utilizado nos conflitos militares, como forma de defesa quando o guerreiro é desarmado em combate.

Possui muitos dos seus golpes semelhantes ao muay thai, usando diversas combinações de golpes com joelhos e cotovelos, com o diferencial que seus movimentos são realizados com mais força, potência e podem chegar a causar a morte do oponente.

Tanto que, por conta desse contexto, não existem campeonatos oficiais da modalidade, por conta da liberação do uso de armas diferentes, como espadas e pedaços de madeira.

Além disso, os lutadores podem usar armas como pequenas varas de bambu, desde que os dois combatentes estejam em condições iguais de luta e com o mesmo equipamento.

artes marciais menos conhecidas - Sipalki-do

2 - Sipalki-do

O Sipalki-do é uma arte marcial milenar com origem na China que significa “O Caminho das 18 Técnicas” e é dividida em três fases.

A primeira utiliza chutes, rasteiras, tesouras, socos, saltos com chutes, projeções e torções focados na defesa pessoal. Já na segunda há lutas de um contra vários, sendo que 50% dos golpes são realizados através dos braços e pernas.

E por fim na terceira fase, também com foco na autodefesa, estão as lutas em que podem se usar facas, bastões (curtos, médios e longos), baionetas, espadas, nuntchaco, lanças, chicotes, machados, corrente com faca na ponta e etc. Definindo de uma maneira mais simples, consiste em empurrar, atacar e cortar.

Outro ponto importante, é que se trata de uma modalidade que trabalha muito a disciplina entre seus praticantes, e isso facilita para que seja praticada por jovens, adultos, idosos, homens, mulheres e crianças.

artes marciais menos conhecidas - Bartitsu

3 - Bartitsu

Está aí uma arte que foge um pouco dos padrões, pois tem a sua origem na Inglaterra no ano de 1898, e mescla elementos do boxe, wrestling, savate, esgrima e técnicas com adagas, com um grande e forte sistema de treinamento físico.

Uma curiosidade é que no ano de 1901, depois de todo o seu desenvolvimento, teve seu nome definido por Arthur Conan Doyle, autor das histórias de mistério de Sherlock Holmes, que levou a modalidade para dentro de suas histórias, tanto que ficou muito conhecida como a arte marcial do famoso detetive britânico.

É uma arte marcial prioritariamente criada para autodefesa no dia a dia, que utiliza situações preventivas de rotinas, como possíveis assaltos, para ensinamento de golpes que podem ser usados por todos em situações reais de perigo, com golpes de mãos e pés, e com utilização de armas nas mãos, antigamente com o uso de bengalas, e hoje com uso de bastões e outros equipamentos.

artes marciais menos conhecidas - Angampora

4 - Angampora

Angampora é uma antiga forma de arte marcial praticada no Sri Lanka há milhares de anos, e tem esse nome por conta de que envolve formas de combate corpo a corpo, e que incorporam armamento tradicional como espadas, machados de batalha, cajados e punhais.

As técnicas de combate do Angampora incluem chaves, golpes e bloqueios, e mais especialmente ataques de pontos de pressão que podem causar dor ou até paralisia permanente.

Existem também técnicas que podem ser aprendidas para uso em autodefesa, esportes, exercícios e técnicas de meditação.

Além disso, reza a lenda que podem existir algumas técnicas secretas, intituladas como “maya angam”, que usavam de possíveis encantamentos e feitiços para realização dos ataques.

artes marciais menos conhecidas - Dambe

5 - Dambe

Conhecido no meio das artes marciais como o boxe nigeriano, o Dambe é totalmente voltado à brutalidade e submissão, onde por três rounds, o único objetivo é derrotar o oponente até deixar ele totalmente vulnerável.

Muitas vezes os derrotados saem de combate por conta de fraturas em seus corpos, como nos braços, pernas, mandíbulas e costelas.

Os lutadores amarram uma das suas mãos, que vai ser usada para aplicação dos golpes, que são chamadas de “lança”, com uma corda forte e rígida chamada ‘kara’, que quanto mais apertada ao braço, torna-o tão forte quanto uma pedra.

Já a outra mão só pode ser usada como escudo de proteção, e deve ser utilizada com a palma aberta voltada para o oponente.

Estas foram as cinco artes marciais menos conhecidas, e que podem fazer parte das suas atividades físicas, pois é sempre bom conhecer situações novas. E você sabe de mais alguma arte marcial que não mencionamos aqui? Deixe seu comentário e nos conte alguma que você conhece, mas que poucas pessoas sabem que existe.

Deixe um comentário